Cavaleiros do Zodíaco – A lenda do Santuário

Saint Seiya: Legend of Sanctuary
Filme

Autor original: Masami Kurumada (história baseada em um mangá)
Direção: Keiichi Sato
Produção: Yousuke Asama
Roteiro: Tomohiro Suzuki
Estúdio: Toei Animation
Lançamento: Japão: 21 de Junho de 2014; Brasil: 11 de Setembro de 2014
País: Japão

Fui assistir este filme Sábado (dois dias após a estréia nos cinemas brasileiros). Acabei indo sozinho porque familiares e amigos estavam indisponíveis no dia. Não tinha muitas boas expectativas quando fui assistir, e o filme acabou sendo pior do que eu esperava. Não que o filme tenha sido desagradável, mas, simplesmente, não me agradou. O filme teve o objetivo de celebrar os 40 anos de carreira do Masami Kurumada e foi realizado todo em computação gráfica. A história é uma adaptação da “Saga do Santuário” que corresponde a 6 volumes do mangá (volume 8 ao 13) e a 31 episódios do anime (episódio 42 a 73), além de contar com a introdução dos personagens e da mitologia da série. A história tem como protagonistas os cavaleiros do zodíaco e a encarnação da deusa Athena. Cavaleiros do Zodíaco são guerreiros que utilizam seus corpos como armas sendo capazes de rasgar o céu com seus punhos e romper a terra com seus pés utilizando, para isso, dos seus cosmos (energias espirituais presentes em seus corpos) e do desejo em proteger sua deusa, Athena. O filme teve o intuito de modernizar a série para adquirir novos fãs entre seu público infanto-juvenil além de matar a nostalgia de seus antigos fãs. Eu, particularmente, não ligo muito de mudar um pouco a história em uma adaptação. No entanto, o filme mudou relativamente bastante, além de pecar com a coerência da história (que eu valorizo bastante) e de exagerar em diversas ocasiões. O filme começa com o cavaleiro de ouro, Aioros, fugindo, enquanto voa, de outros cavaleiros. Aioros tinha em sua posse o bebê da encarnação da deusa Athena e acaba morrendo em troca de salvar a sua protegida. Felizmente, um arqueólogo que estava na Grécia, visualiza o bebê e a adota. Após 16 anos, Saori, a Athena encarnada, tem seu passado revelado pelo seu mordomo e exatamente nesta hora, ela é salva de cavaleiros que visavam assassiná-la sob o pretexto dela ser uma impostora da verdadeira encarnação da deusa. Alguns aspectos que eu não gostei no filme foram: [spoiler]o fato de existir cavaleiros capazes de voarem, a não revelação de quem era a falsa Athena, o fato da armadura de Pégasus ter brotado magicamente de um pingente que caiu no chão, a história relativamente corrida, as estátuas gigantes que começaram a atacar todos ao seu redor, a descaracterização de personagens previamente definidos na obra original, …[/spoiler]. Enfim, apesar de tudo, é um filme divertido, especialmente para seu público alvo e pode agradar a pessoas não muito exigentes com os fatores anteriormente mencionados.

Referências:
My Anime List
Wikipedia – Brasil
Anime News Network
IMDb
G1
Saint Seiya Wiki

Advertisements
This entry was posted in Filmes / Movies and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s